Interpretação

Pessoal

Interpretações, Significados e Análises de Letras de Músicas

Eu gosto de "Meninos e Meninas"

     Não sei bem o motivo, mas as pessoas associam muito a música Meninos e Meninas à bissexualidade. Por que será? Só porque o Renato Russo cantava "eu gosto de meninos e meninas"? Como já disse, não sei, mas já soube de pessoas que simplesmente não gostam da música por a considerarem uma "música bissexual", coisa que não é.
     Associar toda e qualquer música de um artista à sua imagem pessoal é um péssimo hábito que muita gente tem. Essa música, como todas, é aberta para muitas interpretações, mas, definitivamente, não fala de sexualidade, apesar dos versos.
     Meninos e Meninas é "uma música sobre quando a gente tinha doze anos de idade" e todas as indecisões que passamos nessa idade, inclusive a sexual.

     Vamos do início. Logo nos primeiros versos da canção, já pode-se perceber o espírito pré-adolescente que não consegue se encaixar em nada, que não se identifica com ninguém que não seja o seu melhor amigo da escola que, não por acaso, também não consegue se enxergar em nada que está ao seu redor. Em volta deles, tudo é tumultuado, nada é como eles queriam e, caso tudo fosse do jeito que eles acham certo, seria bem mais fácil. E o eu lírico, bem, esse tem quase certeza de que não pertence àquele mundo.
     E então nos é apresentada a indecisão, típica dos quase adolescentes (e também dos adolescentes) que nunca sabem o que querem. Gostam disso e daquilo, não descartam nada e descartam tudo. E tudo isso porque simplesmente não têm preferências estabelecidas ainda. Estão se descobrindo, inclusive sexualmente. Por enquanto, ainda não sabem se gostam ou desgostam de meninos ou de meninas, afinal eles só têm doze anos de idade.
     Renato Russo, como autor da letra da música, vai nos apresentando ainda mais sobre a visão de mundo de um pré-adolescente: desde a sensação de que todos estão contra ele, que até mesmo o próprio universo o desfavorece, até o fato de achar que merece uma recompensa por ser bom. Nos lembra da mania irritante de achar que todos são culpados, menos ele. Nos remonta àquela rebeldia sem causa e sem fundamento. Todos os "eu preciso disso" e "preciso daquilo" que sempre aparecem sem que seja cogitada a ideia de que são coisas extremamente desnecessárias. A instabilidade. Achar que odeia, quando ontem mesmo amava.
     Então quebra-se o ritmo da voz que sussurrava e alguém diz: "São tudo pequenas coisas e tudo deve passar." Essa é a única frase da música que não é dita pelo eu lírico em si, mas por alguém que o entende e que sabe onde toda essa rebeldia, instabilidade e futilidade vai dar: em nada, justamente por serem coisas tão pequenas em relação aos problemas da vida.
     O que quero é dizer que eu gosto, sim, de Meninos e Meninas e explicar que essa música não tem nada de bissexual. É bom lembrar que o próprio Renato Russo nos explicou isso. É "uma música sobre quando a gente tinha doze anos de idade". Renato disse: "eu ainda tenho doze anos de idade". Se ele ainda tinha doze anos de idade, e ainda gostava de meninos e meninas, isso não tem nada a ver com a canção.

Sobre a Autora:
Thamirys PereiraThamirys Pereira tem catorze anos, é aluna do curso integrado ao ensino médio de Controle Ambiental no IFPB e idealizadora do Blog Interpretação Pessoal.

Continue lendo sobre Thamirys Pereira ou Sobre o Blog Interpretação Pessoal.

# Compartilhar

    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

20 comentários:

  1. Muito interessante o artigo Thamirys! É uma música bem interessante Meninos e Meninas, e Renato deixa muito claro sua interpretação sobre, e achei interessante seu modo de vista. Sucesso ao blog!(essa musica ao vivo fica otima)

    ResponderExcluir
  2. Como eu não conhecia esse Blog antes? Perfeito. E eu que achava que entendia..

    ResponderExcluir
  3. @Eduardo Rezende,
    Edu, muito obrigada! Desejo sucesso ao seu blog também.

    @A.,
    Também deixo claro meu muito obrigada. Volte sempre ao Blog e não se esqueça de comentar.

    ResponderExcluir
  4. Renato Russo e sua síndrome de Peter Pan. aheuhauehaeuhuaehe
    Gostei da interpretação, ainda não tinha visto a música com estes olhos =)
    Continue com este bom trabalho, o blog está ótimo!

    ResponderExcluir
  5. e a metafora de falar que gosta de são paulo, são francisco... que são nomes de cidade e de santos (alguns falam que isso é uma referência ao Papa da época, que condenou à homosexualidade)

    ResponderExcluir
  6. Olá, Thamirys! Encontrei seu blogspot nos comentários do Terra e não tive como nãoa abrir o site.
    Legal a sua visão e interpretação da música, afinal, a música está aí pra isso, pra ser sentida e interpretada da maneira de cada um, mas não poderia sair daqui sem dar a minha opinião também. rs
    Quer dizer, você começou a postagem dizendo sobre não saber o porquê da música ser considerada bissexual e até mesmo sobre pessoas que simplesmente não gostam da música por a considerarem uma "música bissexual". Primeiramente, a essas pessoas que gostam do Renato Russo, do Legião Urbana e não gostam da música pelo fato dela ser considerada bissexual, por favor, a saída é logo ali. Digo isso porque é pura hipocrisia! A música é linda e isso é incontestável, Renato foi um gênio e colaborou como ninguém a música brasileira e, esse mesmo gênio era bissexual, então não gostar da música por esse motivo chega a ser nojento.
    Estou dizendo isso porque, infelizmente pra você e para outros talvez, a música fala sobre ele, como ele mesmo disse "É uma música sobre quando a gente tinha doze anos de idade. Eu ainda tenho doze anos de idade."
    Com doze anos de idade passamos por turbulências de emoções, a própria música expressa isso. Nossas vontades, nossas descontentadões, nossos pensamentos infundados, nossas dúvidas, pensamentos, etc. Com doze anos nós já somos capazes de identificar nossa sexualidade.
    Meninos e Meninas fala sobre a sexualidade sim e isso é incontestável. Fala sobre tudo de um modo geral, mas esse é um ponto que não passa em branco.
    Não podemos esquecer que enquanto isso, estávamos nós em época de ditadura e cada palavra em uma música lançada era perfeitamente medida e analisada. Poderia analisar também cada pedacinho da música e dizer os porquês, mas não quero me estender mais.
    Não vejo problema algum em a música ser sobre a homossexualidade/bissexualidade dele, afinal, isso era uma parte dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anônimo!
      Também não vejo problema que se trate de homossexualidade/bissexualidade, ou seja lá o que for. Mas vejo que o eixo principal não é isso, sabe?
      Contesto que a sexualidade seja o tema da música. Não se trata de sexualidade, se trata da passagem da infância pra adolescência. A sexualidade é só um detalhe...
      Obviamente, se formos analisar tomando o Renato como eu lírico, se trata de sexualidade. Como disse o Cassiano Miranda lá em cima, o Renato não cresceu, com sua Síndrome de Peter Pan, continuou com seus pensamentos confusos e permaneceu com seus doze anos, a diferença é que agora o gostar de meninos e meninas não é dúvida.
      Mas não gosto de tomar o autor como eu lírico. Não me agrada isso. Seja a música sobre ele ou não seja, não gosto de falar das pessoas, prefiro ficar na subjetividade. Por questão de respeito, me limito a falar de sua obra.
      Obrigada pelo comentário! Se possível, sabe onde tá o comentário no Terra? Eu não lembro mais...

      Excluir
  7. É tão bom quando temos escolhas prontas, quando se tem tudo, mesmo não tendo conseguido nada.. o mundo adolescente é aquela passagem da fantasia q era real, pra o mundo real que era uma fantasia, só que a magia agora seria próprio esforço, e que tem q sofrer um pouco pra ver a "magia acontecer", um "não" q era dos pais, agora é do mundo que vive, e é muito ruim, mudança natural, em que geralmente tudo dá certo, seja sedo demais, seja tarde demais. Mas, quando existe um empecilho, um trauma, na maioria dos caso você é obrigado a crescer antes do tempo, mesmo não preparado, é o peso é tão absurdo que você cai, mesmo com pouco tempo e sem nem saber ou como superar da realidade malvada. comentam que adolescentes precisam de cuidados, eles estão certos, o mundo deles (em termos que nós consideramos normais) fica bem variado, maus exemplos podem ser o que mais podem marcar a vida da mesma por toda vida, só que nada vai superar sua tristeza, doença que vai fazer você ter traumas, se isolar, ter medo, e se num tiver nada que a se sinta segura, pode lhe matar, matar teu sentido de vida, tua fantasia real, sendo isso, tua felicidade que é o que mais precisamos pra esperar algo de algo.. se por extrema coragem superar isso tudo, nunca conseguirá por si mesmo. "adolescentes precisam de cuidados", mas não apenas deles mesmos, mas de quem se importa com eles...
    Trazendo ao tema da música de renato, sexualidade na infância é a mais pura sensação, aquela de quem diz " você quer namorar comigo", é aquele menino ou menina envergonhado querendo demostrar que gosta do outro, sentido algo além do que sente por um amiguinho comum, eu senti isso, e sinto saudade da sensação que sentia até então. nunca senti ao por outro amiguinho de infância algo parecido, mas o que impede disso acontecer, o sentimento é puro, como de uma criança, acho que só não estão preparados pra saber do quão preconceituoso o mundo é, da cultura que se impôs, merda, acho que só precisam entender o máximo possível do que eles sentem.. isso leva tempo, tempo que já ganha espaço na adolescência, as perguntinhas de onde eu vi se tornam claras aqueles que conhecem.. mudanças no corpo, sensações estranhas, ñ se consegue ver facilmente uma pessoa com o amor, puro amor.. sente-se desejos incomuns que na infância não seria capaz de entender.. todo isso já deve ser bem esclarecido, a medida que conhecem o certo e o errado pelo que os pais consideram. mas deve saber que aquele sentimento puro nunca muda, ou mesmo aquela atração pelo amiguinho do mesmo sexo começa -lhe a fazer sentido, ou até a atração pelo mesmo sexo e o oposto também.. dai frases q já falei aqui ( adolescentes precisam de cuidados) ( tem escolhas prontas, se tem tudo, mas não conseguiu nada), isso tem que ter muito valor para quem o considera, a medida que os pais percebem o pensamento, primeiramente e a atitude responsável do filho..não tratem o termo de amar,gostar como algo de sexo definido, nunca é!! musicas de renato trazem significados fortes, e com muito valor, ótima interpretação thamirys!!

    ( Anderson Santos)

    ResponderExcluir
  8. Na minha opinião, a música trata, justamente, dos questionamentos que o grupo gay ou bissexual tem numa sociedade preconceituosa, seja na adolescência, seja como adulto. A idade aí pouco importa, a meu ver. Para mim fica claro que independe da idade, depende mais é da época em que a pessoa vai passar por esses questionamentos. Tenho amigos que passaram por isso com 11 anos, outros com 20, outros com 25 e outros com 35. Isso varia, ainda mais porque vivemos numa sociedade preconceituosa e muitos não se permitem tão cedo. Então é apenas sobre os problemas e conflitos dessa galera, no momento em que descobre e quer experimentar algo com o mesmo sexo. Veja que ele fala "Vem comigo procurar algum lugar mais calmo. Longe dessa confusão e dessa gente que não se respeita. Tenho quase certeza que eu não sou daqui". Ele tá dizendo que a sociedade em que ele vive é preconceituosa (dessa gente que não se respeita) e, logo, fala que ele parece não ser daqui, porque ele é diferente dessa sociedade que julga e ele não segue o "padrão" imposto pela sociedade: hetero. "Acho que gosto de São Paulo Gosto de São João
    Gosto de São Francisco e São Sebastião". Aí ele diz que ele não gosta de um santo somente... é uma metáfora para dizer que a pessoa não precisa ter um único gosto. Uma pessoa pode ter gosto variado e gostar de mais de um "santo". Não precisa obrigatoriamente gostar de apenas 1 santo, em outras palavras, ele não é obrigado a gostar apenas de mulheres. Assim como ele poderia ter dito "gosto de pizza, gosto de batata frita, gosto de carne e gosto de melancia", é como se ele dissesse: se posso ter esses gostos variados, por que não poderia gostar de homens e mulheres ? muito bissexual usa esse tipo de argumento para explicar o porquê da bissexualidade. Logo depois ele assume, claramente, que ele está falando da bissexualidade "gosto de meninos e meninas... " para depois dizer "vai ficando complicando e ao mesmo tempo diferente..." complicado porque a sociedade é preconceituosa e diferente porque é diferente mesmo vc se permitir ter relacionamento com o mesmo sexo. É muito diferente do relacionamento hetero, a começar pelo preconceito da sociedade. Veja, novamente, ele declara a bissexualidade "Troco as pessoas. Troco os pronomes". Ele troca o pronome "ela" por "ele". Depois ele fala "Preciso de oxigênio, preciso ter amigos.Preciso ter dinheiro, preciso de carinho". Ele estava se sentindo sufocado e sozinho nessa sociedade injusta e preconceituosa. Em outros trechos, ele deixo isso também claro "Você não quis tentar me ajudar.Então, a culpa é de quem? A culpa é de quem?". A culpa é de quem por ele ser bissexual ?

    Bem, essa á a minha interpretação.

    ResponderExcluir
  9. só mais uma coisa. ele fala: vai ver que é assim mesmo e vai ser assim pra sempre"
    aqui, na minha opinião, é um ponto que deixa claro que não é algo que ele atravessa, no momento. Do tipo: adolescência. É algo que ele leva pra vida toda. "vai ver que assim mesmo": ser bissexual (perceba que ele acaba de dizer que gosta de meninos e meninas) e isso (o bissexualismo) não irá mudar: "E vai ser assim pra sempre"

    ResponderExcluir
  10. ah, mas
    "Quero ME ENCONTRAR,
    mas não sei onde estou.
    Vem comigo procurar algum lugar mais calmo
    e longe dessa confusão
    e dessa gente que não se respeita..
    Tenho quase certeza que eu não sou daqui"

    é ultra-homossexual!
    Rsrsrsrsrs (não,
    não sou homofóbico,
    nem machista, nem homossexual, mas)
    conheço muuuuitos homossexuais
    e esse trecho é muito isso.

    ResponderExcluir
  11. quando ouvi essa música pela primeira vez, pensei q se tratava da bissexualidade, mas cada um tem sua própria interpretação, e a sua faz muito sentido, mas só o próprio renato sabe o q ela significa

    ResponderExcluir
  12. Na turnê as Quatro estações em 1990, em um show q aconteceu em Porto Alegre, Renato disse q fez essa música para o namorado!!!
    E ainda completou: "Eu amo quem eu quiser!"
    Sou Completamente apaixonada por Legião apesar d ter apenas 16 anos!!!

    ResponderExcluir
  13. Huhuhuhuhu amei....

    Perfeito!

    ResponderExcluir
  14. Amo essa música deste a primeira que ouvir nunca achei homossexual sempre achei que fiquei adolescente quando já era adulta

    ResponderExcluir
  15. OK. Aqui está uma página oficial da banda sobre o Renato Russo: http://www.renatorusso.com.br/biografia-legiao-urbana/ Aí consta: E depois de muita espera chega às lojas As Quatro Estações, álbum que inicia a fase mais madura da Legião. Em “Meninos e Meninas”, Renato sugere bissexualidade.

    ResponderExcluir
  16. Show coisas boas ficam eternamente gravadas em nossas lembrancas..
    Dificil classificar legião urbana..
    Muitas letras seguinificativas como
    faroeste caboclo Eduardo e Mônica pais e filhos e por ai afora.

    ResponderExcluir

-Todos os comentários estão sujeitos à moderação da administração do Blog Interpretação Pessoal;
-Para ter seu comentário publicado sem maiores problemas, recomendamos que leia a Política de Comentários do nosso blog.