Interpretação

Pessoal

Interpretações, Significados e Análises de Letras de Músicas

Cajuína, por Caetano

     As minhas impressões sobre Caetano Veloso nunca foram muito boas, pessoalmente falando. Mas tem música que não tem jeito, a gente gosta assim, só por gostar. É o caso de Cajuína.
     Sempre a achei uma música bonita e singela. Queria também, desde sempre, entender do que se tratava. Perambulando pela internet, encontrei vários comentários sobre a canção e o fato de ter sido feita em homenagem ao poeta Torquato Neto, nascido em Teresina, muito amigo seu e que havia cometido suicídio no Rio de Janeiro. Mas, até então, não havia nada que me provasse a veracidade dessa teoria.
     É então que descubro o vídeo abaixo, onde o próprio Caetano explica o contexto no qual a música foi criada. Vale a pena ver, a título de curiosidade.



     E, na minha opinião, o mais legal de tudo é que a música não foi feita para o Torquato, mas para seu pai, Heli.

Trecho de "Cogito", de Torquato Neto:

Eu sou como eu sou
vidente
e vivo tranquilamente
todas as horas do fim

# Compartilhar

    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

11 comentários:

  1. Nossa, para mim esse vídeo foi um achado.
    Muito legal, nunca tinha visto ele falando sobre mas já tinha visto muita gente maluca falando muita coisa estranha sobre a música, rs.
    Gosto muito da música. Belo post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Guilherme!
      E olha que eu procurava um vídeo que me provasse uma história sobre uma música do Cazuza! E, de repente, isso...

      Excluir
    2. Rsrs, que sorte boa.

      Excluir
  2. que blog do caralho
    bonitoorganizado e sobre musica
    caetano é um cara que exerce pleno dominio da nossa lingua e adorei o texto acima
    e como fã do renato o texto abaixo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aquiles Marchel!
      Sério que gostou?! Fico muito feliz!
      Obrigada pelo comentário e por ser fã do Renato (muito obrigada por isso!).
      Esteja a vontade, volte sempre!

      Excluir
  3. Interessante! Nunca parei pra entender mesmo essa música, mas, olhando de longe, imaginava que fosse outra coisa. Esclarecedor.

    ResponderExcluir
  4. Interessante, adoro o Caetano e o jeito como ele sempre explica suas próprias músicas. Caetano merece respetio e muito.E também adorei o blog e as outras interpretações, principalmente a de Mais do Mesmo. A propósito, já interpretei Polly, dá uma olhada lá, Thamirys =D

    ResponderExcluir
  5. engraçado..peço desculpas pelo comentario atrasado...apenas vi a postagem hoje, e assumo que eu ja fiz diversas interpretações e dissertações sobre essa musica...queremos ser tão grandes e cultos que esquecemos da simplicidade das coisas....e o objetivo ao qual ele fez a musica é tão simplista mas ao mesmo tempo foi a melhor interpretação, a mais bonita, objetiva e sincera...adorei o blog. vc adiquiriu um fã...abraços..

    ResponderExcluir
  6. Olha que beleza!!! E eu procurando e achei a teu post!

    Obrigada!

    ResponderExcluir
  7. O poeta toca no coração ...não precisa mais nada, essa música é assim, como muitas de Caetano não entendemos com a cabeça mais sim com o coração....

    ResponderExcluir
  8. Simples e sensacional... Matou minha curiosidade de anos.

    ResponderExcluir

-Todos os comentários estão sujeitos à moderação da administração do Blog Interpretação Pessoal;
-Para ter seu comentário publicado sem maiores problemas, recomendamos que leia a Política de Comentários do nosso blog.