Interpretação

Pessoal

Interpretações, Significados e Análises de Letras de Músicas

Toca Raul | O Carimbador Maluco

      Aos olhos dos leigos, pode parecer que O Carimbador Maluco é uma simples música infantil, uma baixa na qualidade das músicas de Raul Seixas. Inclusive, o grande Raul foi muito criticado na época na qual lançou a canção.
      Entretanto, esta música retrata mais uma vez a genialidade de Raul Seixas.

      O Carimbador Maluco é, ao contrário do que muitos pensam, uma música absolutamente crítica, uma crítica ao regime militar. Mas não ao regime militar em si, mas à opressão realizada pelo governo brasileiro da época.
      Alguns podem pensar que a música trata de burocracia, mas digo que não. Esta música fala, simplesmente, do não desejo da evolução mental e cultural da sociedade brasileira na época do regime militar.
      O fato é que, na época da ditadura militar, reinava no mundo a bipolaridade dos EUA e da Rússia. Os militares brasileiros que faziam o regime militar apoiavam-se nas idéias capitalistas americanas.
      Os EUA, como potência mundial que era e ainda é, obviamente, jamais quis dar oportunidade de crescimento para países subdesenvolvidos, como o Brasil. O Brasil, por sua vez, também não dava oportunidade aos brasileiros (Oitava estrofe).
      Além de tudo depender do governo (É preciso o meu carimbo dando sim, sim, sim...), os brasileiros deveriam se virar como podiam "(...) pro sol, identidade. Mas já pro seu foguete viajar pelo universo.".
      É sobre isso que fala a música O Carimbador Maluco. Fala-se sobre o Brasil nos anos da ditadura militar.
O Carimbador Maluco

5, 4, 3, 2...
"Parem! Esperem aí!
Onde é que vocês pensam que vão?"

Plunct, Plact, Zum,
Não vai à lugar nenhum!
Plunct, Plact, Zum
Não vai à lugar nenhum!

Tem que ser selado,
registrado, carimbado,
avaliado, rotulado
se quiser voar.

Pra lua, a taxa é alta;
Pro sol, identidade,
Mas já pro seu foguete viajar pelo universo.
É preciso o meu carimbo dando: sim, sim, sim...

Seu Plunct, Plact, Zum,
não vai à lugar nenhum!
Plunct, Plact, Zum,
Não vai à lugar nenhum!

Pra lua, a taxa é alta;
Pro sol, identidade,
Mas já pro seu foguete viajar pelo universo.
É preciso o meu carimbo dando: sim, sim, sim...

Seu Plunct, Plact, Zum,
não vai à lugar nenhum!
Plunct, Plact, Zum,
Não vai à lugar nenhum!

Mas ora, vejam só, já estou gostando de vocês!
Aventura como esta eu nunca experimentei.
O que eu queria mesmo era ir com vocês.
Mas, já que eu não posso, boa viagem!
Até outra vez!

Agora o Plunct, Plact, Zum
pode partir sem problema algum.
Agora o Plunct, Plact, Zum
pode partir sem problema algum.
Boa viagem!

Agora o Plunct, Plact, Zum
pode partir sem problema algum.
Agora o Plunct, Plact, Zum
pode partir sem problema algum.
Boa viagem!

# Compartilhar

    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

2 comentários:

  1. essa música não foi feita para crianças!
    decifrando:
    Os braços abertos, significa a estátua da liberdade, as janelas representa as cabines dos consuls americanos!
    E a música fala de que se vc for viajar pela América Latina, é só a identidade, Mas se quiser ir para os EUA, vc precisa tirar o visto americano!
    Essa música é umas de tantas que o Rau tem em forma de protestos.

    ResponderExcluir
  2. Na época acho que nem tinha isso de viajar só c identidade, pelo que eu sei só dentro do Brasil mesmo. Essa historia de vistos faz sentido, já que se o cônsul não quiser carimbar seu visto (ou sua entrada quando você chega no pais), você não vai pra lugar nenhum, não adianta nada querer, reclamar. Enfim, eh uma das interpretações dentre muitas.

    ResponderExcluir

-Todos os comentários estão sujeitos à moderação da administração do Blog Interpretação Pessoal;
-Para ter seu comentário publicado sem maiores problemas, recomendamos que leia a Política de Comentários do nosso blog.